Programa do Voluntariado da
Classe Contábil e ONG Ação
Fome Zero: uma parceria em prol
da educação.
Objetivo:
Inquietar por meio da reflexão sobre
duas questões:
• O que é o trabalho voluntário no mundo
moderno?
• Qual importância da atuação voluntária
para o Estado brasileiro contemporâneo.
“Da minha aldeia vejo quanto da terra se
pode ver do Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como
outra terra qualquer,
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...”
Palavras chaves:
• Trabalho voluntário
• Solidariedade
• Complexidade
• Cidadania
• Liberdade
Trabalho voluntário:
Atividade espontânea, sem remuneração,
sem vínculo trabalhista, que responde a um
desejo pessoal e é voltada para o bem estar
da comunidade.
É movido pela solidariedade , pela vontade
de fazer o bem e não pelo senso de dever.
Solidariedade:
Sentimento de identificação com o problema
dos outros
•
Valor?
•
Princípio?
•
Virtude?
• Há registros de trabalho voluntario nas antigas
civilizações;
• No Brasi,l o primeiro registro é de 1543 com a
fundação da Santa Casa em Santos, pelos
portugueses;
• Outros exemplos: Cruz Vermelha, APAEs, Legião da
Boa Vontade, Projeto Rondon, Centro de
Valorização da Vida, Pastoral da Criança, Ação da
Cidadania contra a fome e a pobreza, Comunidade
Solidária;
• A atividade voluntaria é associada a ideia de “fazer
caridade” e ao conceito de assistencialismo.
Sociedade Complexa:
O todo não é a soma das partes;
cada parte é um todo em relação
constante com as outras partes.
Na sociedade complexa,
•
O que é fazer o bem?
•
Como é fazer o bem?
Voluntariado orgânico
(Durkein 1979):
•
Atividade voluntária viva e orgânica em busca
da construção das condições necessárias à
democratização efetiva do Estado, em todas as
suas dimensões;
•
O indivíduo se insere na organização política
como detentor de direitos e deveres;
•
Há uma conexão entre fazer o bem e formar
para a cidadania, inserindo os sujeitos na
realidade.
O voluntariado orgânico é baseado na
solidariedade critica na qual
•
os indivíduos possuem autonomia em relação à
consciência coletiva;
•
os indivíduos se descobrem como sujeitos
capazes de exercerem seus direitos e deveres,
no plano social e político.
A cidadania substitui o assistencialismo.
PVCC está inserido na visão
orgânica.
Consiste na disponibilização para a
sociedade de um aparato de saberes que
possibilitem a formação de indivíduos para
que de forma autônoma e crítica cooperem
para efetividade do controle social
Como?
• Capacitar os conselhos de controle social para a
análise de documentos contábeis;
• Ajudar a criar mecanismos e metodologias que
facilitem a fiscalização continuada dos programas
públicos;
• Estimular a criação de uma mentalidade de
controle e ajudar a desenvolver indicadores de
avaliação da gestão dos programas públicos.
Quais são as maiores dificuldades?
1. Fazer contato com os conselhos de controle
social;
2. Conhecer a atividade do conselho de controle
social;
3. Criar uma relação de confiança com os
conselheiros;
4. Admitir a possibilidade de riscos inerentes tais
como a criação de áreas de conflitos com o poder
público local e/ou a apropriação política da
trabalho do voluntário;
5. Tutelar os conselheiros de forma a inibir o
processo de apropriação de conhecimento.
Confiança: como estabelecer confiança?
admitirmoderna,
a possibilidade
de riscos
“...na vida social
muitas
pessoas, a maior
inerentes:
a criaçãocom
de áreas
de que lhe são
parte do tempo,
interagem
outras
estranhas.” conflitos com o poder público
local, a apropriação política da
“A confiança pode ser definida como crença na
trabalho do voluntário e a tutela
credibilidade de uma pessoa ou sistema, tendo em
sobre o CAE;
vista um dado conjunto de resultados ou eventos,
em que essa crença expressa uma fé na probidade
ou amor de um outro, ou na correção de princípios
abstratos (conhecimento técnico) (...) “
(Giddens, in As consequências da Modernidade)
Como estabelecer confiança?
• Apresentando disponibilidade para entender a lógica
do outro;
admitir a possibilidade de riscos
• Desenvolvendo o espírito cooperativo na busca de
respostas; inerentes: a criação de áreas de
conflitos
com contaminar
o poder público
• Atuando sem
se deixar
por ideias
local, a apropriação política da
preconcebidas;
trabalho
docrítico
voluntário
e a tutela
• Estimulando
o senso
por meio
de uma atividade
reflexiva; sobre o CAE;
• Promovendo a criatividade na busca de soluções
compartilhadas;
• Apresentando-se com disponibilidade para a atividade
em equipe;
• Compartilhando experiências que cultivem o senso de
generosidade.
Projeto Gestão Eficiente da Merenda Escolar:
por que apoiar o Programa Nacional de
Alimentação
Escolar?
admitir
a possibilidade de riscos
inerentes:
a criação
áreas
• É o programa
mais antigo
dadeárea
dadeeducação;
conflitos com
o poder
• Tem um orçamento
superior
a público
3 bilhões de reais;
• Atinge de forma
a população
local, acompulsória
apropriação política
da infantil e
jovem do Brasil;
trabalho do voluntário e a tutela
• É estratégico
pois
coopera para o desenvolvimento
sobre
o CAE;
intelectual e físico da população jovem matriculada no
sistema público, teoricamente a mais fragilizada em
relação aos equipamentos públicos de assistência
social;
• Porque o controle social do PNAE ainda não
funciona.
Projeto Gestão Eficiente da Merenda
Escolar:
admitir a possibilidade de riscos
inerentes: a criação de áreas de
Objetivo: garantir
queoos
recursos
conflitos com
poder
públicopúblicos
a apropriação
política
da
destinados alocal,
alimentação
escolar
sejam
trabalho do voluntário e a tutela
efetivamentesobre
gastos
em merenda escolar de
o CAE;
qualidade, em quantidade e regularidade ao
desenvolvimento físico e intelectual dos alunos do
sistema público de ensino.
Ação Fome
Zero é uma organização
admitir a possibilidade de riscos
da sociedade
classificada
como
inerentes:civil
a criação
de áreas de
conflitos
com o poder público
OSCIP que
representa
uma aliança
local, a apropriação política da
entre empresas
e
empresários
com
a
trabalho do voluntário e a tutela
missão de
projetos
sobre desenvolver
o CAE;
voltados para a garantia da segurança
alimentar e nutricional da população
brasileira
Eixos de atuação:
admitir a possibilidade de riscos
inerentes: a criação de áreas de
conflitos com o poder público
local, a apropriação política da
trabalho do voluntário e a tutela
sobre o CAE;
“Cidadania é a consciência de direitos democráticos,
é o exercício de quem está ajudando a construir
a possibilidade
de riscos
valores e asadmitir
práticas
democráticas.
No Brasil,
a criação de áreas
decontra a
cidadania é inerentes:
fundamentalmente
a luta
conflitos
com o poder
exclusão social
e a miséria
é apúblico
mobilização concreta
local,
apropriação
da
pela mudança
doacotidiano
e política
das estruturas
que
trabalho
do voluntário
e a tutela
beneficiam uns
e ignoram
milhões
de outros. É
sobre
o CAE; a partir da ação com os
querer mudar
a realidade
outros, da elaboração de propostas, da crítica, da
solidariedade e da indignação com o que ocorre
entre nós”
Herbert de Souza
admitir
a possibilidade
Fatima
Menezes de riscos
inerentes: a criação de áreas de
conflitos com o poder público
Ação Fome Zero
local, a apropriação política da
trabalho do voluntário e a tutela
sobre o CAE;
[email protected]
br
(11) 35696016
Descargar

admitir a possibilidade de riscos inerentes