APRENDIZAGEM E
DESENVOLVIMENTO HUMANO NA
PERSPECTIVA HISTÓRICO-CULTURAL
MARILDA
GONÇALVES
DIAS FACCI UEM
CONTEXTUALIZANDO ....
ESVAZIAMENTO DA ESCOLA
A ANALISE DE UM FENÔMENO IMPLICA COMPREENDER QUE AS IDÉIAS EM
TORNO DAS QUESTÕES POSTAS DEVEM SER TOMADAS COMO EXPRESSÃO DOS
FATOS PRODUZIDOS PELOS HOMENS EM UMA SOCIEDADE DETERMINADA,
DIVIDIDA EM CLASSES SOCIAIS.
EXCLUSÃO DOS HOMENS:
DO MERCADO DE TRABALHO.
DO ACESSO AOS PRODUTOS E BENS PRODUZIDOS PELA HUMANIDADE;
- DO PROCESSO PEDAGÓGICO – EXPROPRIAÇAO DO SABER X “INCLUSÃO”
- EXCLUSÃO DO PROFESSOR, QUE POR INFLUÊNCIA DE POLÍTICAS
EDUCACIONAIS E DE FORMAÇÕES ALIGEIRADAS OU CARENTES DE CONTEÚDOS,
CADA VEZ MENOS ESTÁ PRESENTE NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM,
LITERATURA ATUAL ACERCA DO TRABALHO
DOCENTE: TEORIA DO PROFESSOR REFLEXIVO
DÉCADA DE 80: VALORIZAÇÃO DO EU PESSOAL E EU
PROFISSIONAL
PRÁTICA COMO FONTE DE CONHECIMENTO POR MEIO
DA REFLEXÃO E EXPERIMENTAÇÃO.
FORMAÇÃO DE PROFESSORES: PROPOR SITUAÇÕES DE
EXPERIMENTAÇÃO QUE PERMITAM A REFLEXÃO - OS
PROFESSORES
PRECISAM
REFLETIR
SOBRE
O
TRABALHO DE ENSINAR.
SECUNDARIZAÇÃO
CIENTÍFICOS
DO
ENSINO
DE
CONHECIMENTOS
PEDAGOGIA DAS COMPETÊNCIAS
PROPOSTA DE DIRETRIZES PARA A FORMAÇÃO INICIAL DE
PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM CURSOS DE NÍVEL
SUPERIOR”, APROVADA EM MAIO 2001 PELO CONSELHO NACIONAL DE
EDUCAÇÃO “A CONCEPÇÃO DE COMPETÊNCIA É NUCLEAR NA
ORIENTAÇÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES”.
O PONTO DE PARTIDA E DE CHEGADA DEVE SER A ATUAÇÃO
PROFISSIONAL DO PROFESSOR, DESENVOLVIDA A PARTIR DA
CONSTRUÇÃO DE COMPETÊNCIAS
PERRENOUD - O SISTEMA EDUCACIONAL SÓ PODE FORMAR
COMPETÊNCIAS SE HOUVER UMA CONSIDERÁVEL TRANSFORMAÇÃO
NA PRÁTICA DOCENTE, DE FORMA QUE OS PROFESSORES PERCEBAM
QUE “A META É ANTES FAZER APRENDER DO QUE ENSINAR”.
ESSAS NOVAS DIDÁTICAS “ENFRAQUECEM O CONTROLE DO
PROFESSOR E ALARGAM O ESPAÇO DE MANOBRA DOS ALUNOS”. O
ALUNO DEVE DIRIGIR O SEU ENSINO
CONSTRUTIVISMO
“APRENDER A APRENDER”, RELATÓRIO DA COMISSÃO INTERNACIONAL DA
UNESCO E NOS PCN
PIAGET: SUSTENTAÇÃO À ESCOLA ATIVA - RESPEITO À ATIVIDADE DO ALUNO,
COOPERAÇÃO E SOLIDARIEDADE, AUTONOMIA, IMPORTÂNCIA DO TRABALHO EM
GRUPO.
APRENDIZAGEM: PROCESSO DE CONSTIT. DAS ESTRUTURAS OPERATÓRIAS DO
PENSAMENTO, QUE DEVEM ATINGIR CERTO NÍVEL DE DESENVOLV. PARA QUE OS
ALUNOS APRENDAM.
PIAGET: “O OBJETIVO DA EDUCAÇÃO INTELECTUAL NÃO É SABER REPETIR OU
CONSERVAR VERDADES ACABADAS [...]”, MAS SIM LEVAR O ALUNO A
CONSTRUIR CONHEC. - É A AÇÃO DO ALUNO SOBRE O MEIO, BASEADO NA SUA
PERCEPÇÃO, QUE LEVA AO CONHECIMENTO.
JUAN DELVAL: “A AFIRMAÇÃO DE QUE O PROFESSOR É QUEM ENSINA É
CONTRÁRIA A UMA POSIÇÃO CONSTRUTIVISTA
FORMAÇÃO
DE
PROFESSORES:
CONSTRUIR
CONHECIMENTOS.
É
COMPARTILHANDO SUAS EXPERIÊNCIAS COM OS OUTROS, QUE OS
PROFESSORES PODEM QUESTIONAR, REFLETIR E CONSTRUIR A PRÁTICA
PEDAGÓGICA NOS MOLDES CONSTRUTIVISTAS, (FOSNOT, 1998)
No Meio do Caminho
Carlos Drummond de Andrade
No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.
VALORIZAÇÃO DA ESCOLA E DO PROFESSOR:
PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL
PERSPECTIVA TEÓRICO-METODOLÓGICA MARXISTA:
PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL E PEDAGOGIA HISTÓRICOCRÍTICA - POSSIBILIDADES DE REFLETIR SOBRE O PRÓPRIO
SIGNIFICADO DO PROCESSO EDUCATIVO NA HUMANIZAÇÃO DO
INDIVÍDUO E SOBRE A CONTRIBUIÇÃO DO PROFESSOR NESSE
PROCESSO.
INFLUÊNCIA DA ATMOSFERA POLÍTICA, SOCIAL, CULTURAL E
INTELECTUAL DA RÚSSIA, PÓS-REVOLUÇÃO DE OUTUBRO DE
1917 - CONSTRUÇÃO DE UMA SOCIEDADE SOCIALISTA.
OBRAS DE VIGOTSKI:
TRABALHO COM BASES MARXISTAS,
VIGOTSKI ERA “RADICAL” POR QUERER
IR À RAIZ DE TODOS OS PROBLEMAS
COERÊNCIA - FIDELIDADE A UM MÉTODO HISTÓRICO DE
COMPREENSÃO DO PSIQUISMO HUMANO.
FUNÇAO DA ESCOLA
A ESCOLA FAZ A MEDIAÇÃO ENTRE OS
CONTEÚDOS HISTORICAMENTE PRODUZIDOS
PELA
HUMANIDADE
E
O
ALUNO,
PROCURANDO FORMAS PARA QUE ESSES
CONHECIMENTOS
SEJAM
APROPRIADOS
PELOS INDIVÍDUOS, CONTRIBUINDO PARA A
FORMAÇÃO DE NOVAS GERAÇÕES DE SERES
HUMANOS.
ENSINO: PAPEL CENTRAL NO SISTEMA DE
ORGANIZAÇÃO DA VIDA DA CRIANÇA,
DETERMINANDO SEU DESENVOLVIMENTO
PSÍQUICO, POIS CONSTITUI UM MEIO
SISTEMATIZADO
DE
TRANSMISSÃO
DA
EXPERIÊNCIA SOCIAL.
A FORMAÇÃO DOS PROCESSOS PSICOLÓGICOS
SUPERIORES
TRAÇO FUNDAMENTAL DA ATIVIDADE HUMANA:
MEDIAÇÃO DE
INSTRUMENTOS TÉCNICOS E INSTRUMENTOS PSICOLÓGICOS.
TODA FUNÇÃO PSICOLÓGICA PARECE DUAS VEZES: PRIMEIRO COMO
FUNÇÃO INTERPSICOLÓGICA E DEPOIS COMO FUNÇÃO
INTRAPSICOLÓGICA.
O DESENVOLV. DAS FORMAS SUPERIORES DE COMPORT. MUDA EM
FUNÇÃO DAS TRANSFORM. HISTÓRICO-SOCIAIS QUE OCORREM POR
MEIO DO PROCESSO DE TRABALHO (MARX)
POR MEIO DA PRÁTICA SOCIAL, O PENSAMENTO EVOLUI DO NÍVEL
EMPÍRICO AO NÍVEL ABSTRATO, TEÓRICO, REPRESENTADO,
ESSENCIALMENTE, PELO PENSAMENTO CIENTÍFICO.
FORMAÇAO DOS PROCESSOS
PSICOLÓGICOS SUPERIOES
O APRENDIZADO É CONSIDERADO UM ASPECTO NECESSÁRIO
E FUNDAMENTAL PARA QUE AS FPS ACONTEÇAM.
ESCOLA: FORMAÇÃO DOS CONHECIMENTOS CIENTÍFICOS ATIVIDADE INTENSA E ORIENTADA A RESOLVER TAREFAS
COGNITIVAS. PLANEJAMENTO, SOLUÇÃO DE PROBLEMAS, A
FORMULAÇÃO E DEMONSTRAÇÃO DE HIPÓTESESE A BUSCA
DE COMPROVAÇÃO DE SIGNIFICADO.
ESCOLA: MEIO SISTEMATIZADO E ORGANIZADO
DE TRANSMISSÃO DA EXPERIÊNCIA SOCIAL.
A ESCOLA E O DESENVOLVIMENTO DO
PSIQUISMO
É NECESSÁRIO CRIAR NA CRIANÇA AS PREMISSAS DE
DESENVOLVIMENTO E AS FUNÇÕES PSÍQUICASQUE
AINDA NÃO ESTÃO FORMADAS. ISSO PODE SER
REALIZADO
POR MEIO DOS CONTEÚDOS
CURRICULARES.
O PROCESSO DE HUMANIZAÇÃO ESTÁ
ATRELADO A APROPRIAÇÃO DA CULTURA.
RELAÇAO DESENVOLVIMENTO E
APRENDIZAGEM
APRENDIZAGEM PROMOVE DESENVOLVIMENTO.



O ENSINO DEVE SE ANTECIPAR SEMPRE AO
DESENVOLVIMENTO –
ZONA DE DESENVOLVIMENTO PRÓXIMO.
ESCRITA: O DOMÍNIO DA LINGUAGEM ESCRITA SIGNIFICA PARA
A CRIANÇA APROPRIAR-SE DE UM SISTEMA DE SIGNOS
SIMBÓLICOS EXTREMAMENTE COMPLEXOS.APRENDER A
ESCREVER ATIVA A FORMAÇÃO DAS FUNÇÕES PSÍQUICAS
SUPERIORES, PROVOCANDO MUDANÇAS RADICAIS NESSAS
FUNÇÕES, POR ISSO ESSA ATIVIDADE TEM O MESMO PESO
QUE APRENDER A FALAR.
CONHECIMENTOS ESPONTANEOS E
CONHECIMENTOS CIENTÍFICOS
CONCEITOS ESPONTÂNEOS
1. formas rudimentares de
construção de significados
2. assimilados na vida cotidiana
do indivíduo
3.
se
caracterizam
pela
ausência de uma percepção
consciente de suas relações,
são
orientados
pelas
semelhanças concretas e por
generalizações isoladas
4. são a base dos conceitos
científicos e
permitem a
formação de novos conceitos
espontâneos
CONCEITOS CIENTÍFICOS
1. formas de categorização e
generalização avançadas
2. assimilados por meio da
colaboração
sistemática,
organizada entre o prof. e a
criança
3. ensinados com a formalização
de
regras
lógicas,
sua
assimilação envolve análise, que
se inicia com uma definição
verbal, operações mentais de
abstração e generalização
4. apoiam-se em conceitos
espontâneos já apropriados
CONHECIMENTOS ESPONTANEOS
E CONHECIMENTOS CIENTÍFICOS
O conhecimento científico de uma disciplina influencia nas
outras. Há interdependência e interelação entre as distintas
funções mentais (atenção voluntária, memória lógica,
pensamento abstrato, etc.) exigidas em determinadas
matérias, formando um complexo único.
Na escola é fundamental trabalhar com os conhecimentos
científicos.
A apropriação do conhecimento científico provoca
desenvolvimento das funções psicológicas superiores.
Chico Bento em :
Problemas com a Matemática
R = Rosinha ; P = Professora ; C = Chico Bento ; J = Juquinha ; D =
Diretor
P - Hoje, vamos ver matéria nova de Matemática.
A - AAAAHHHHH!!!!
P - O que foi Chico?
C - Ah Professora, matemática é difícil!!!
P - Que bobagem! Matemática não tem mistério! É Lógica Pura!!
P - Vamos aprender sobre as incógnitas!
C - Ai! Óia os nomes! Óia os nomes!
(Professora escreve no quadro 2+5-x=3)
C - Fessora a senhora erro ai! Iscrivinhô um "X"!!
P - Foi de propósito!
C - Mais "X" é letra... num é número!
P - Então! "X" é a incógnita! O valor que temos que descobrir!
P - Podia ser um "Y", um "A", "B" ou um "C". Então, qual é o
valor de "X"? Você sabe, Chico?
C - Eu não! Quem vai no mercado sempre é a minha mãe!
P - (Professora Brava) Isso não tem nada a ver com o mercado! Qual é o valor de
"X"?
C - Er... a fessora bota o preço qui quisé fessora!!
P - Aiiiiiii!!!!!!!!!!
P - Não é valor de preço! É um valor numérico! Vou ensinar a calcular!!
(Professora escreve no quadro (2+5)-x=3 )
P - Vamos colocar a primeira conta entre parênteses!
C - Vixi!
C - Ih, fessora num vai dá! Eu num tenho nenhum!!
P - Nenhum, o que??
C - Ninhum parente aqui na crasse, uai! A sinhora não falô qi é entre
parentes?
P - Parênteses Chico!! Parênteses!!
(Apontando pro quadro) P - Este sinal gráfico aqui! É óbvio! Matemática
não tem nada haver com parentes!!!
J - Como não fessora, tem sim!!
J - E os números primos???
C - É verdade! Primo é parente!!
R - - Ai! E os números pares? São casaizinhos?
J - Mas casal não são parentes!!
C - I matemática também tem qui vê cas pranta! Si lembra da
raiz quadrada?
J - É verdade!
C - I também tem qui vê com a música! Si lembra dos
conjuntos. Fessora, conjunto vazio é quando todos os músicos
fora imbora, é?
C - I dipois ainda diz que matemática não tem segredo! Se não
tivesse eles contavam as respostas das provas!!!
(Professora sai correndo para a sala do diretos)
D - Como assim Dona Maricas? Não estou entendendo!! A
senhora quer uma licença... bem agora no meio do ano!!????
(Professora chorando desesperada)
P - É que ensinar matematica pra essa turma é difíííícccciiiilll!!!
O DESENVOLVIMENTO DO CONCEITO CIENTÍFICO DE CARÁTER SOCIAL
SE PRODUZ NAS CONDIÇÕES DO PROCESSO DE ENSINO, QUE
CONSTITUI UMA FORMA SINGULAR DE COOPERAÇÃO SISTEMÁTICA
ENTRE O PEDAGOGO E A CRIANÇA. [...] O PENSAMENTO CIENTÍFICO
DA CRIANÇA AVANÇA ATÉ ALCANÇAR UM NÍVEL DE VOLUNTARIEDADE,
NÍVEL QUE É PRODUTO DAS CONDIÇÕES DE ENSINO.
A SINGULAR COOPERAÇÃO ENTRE A CRIANÇA E O ADULTO É UM
ASPECTO CRUCIAL DO PROCESSO DE ENSINO, JUNTAMENTE COM OS
CONHECIMENTOS QUE SÃO TRANSMITIDOS À CRIANÇA SEGUNDO UM
DETERMINADO SISTEMA.
ESTES FATORES EXPLICAM O AMADURECIMENTO PRECOCE DOS
CONCEITOS CIENTÍFICOS E TAMBÉM O FATO DE QUE O NÍVEL DE SEU
DESENVOLVIMENTO INTERVENHA COMO UMA ZONA DE
POSSIBILIDADES MUITO PRÓXIMAS AOS CONCEITOS COTIDIANOS,
ABRINDO-LHES O CAMINHO E PREPARANDO SEU DESENVOLVIMENTO.
(VYGOTSKI, 1993 – OBRAS ESCOGIDAS II, P. 183)
O TRABALHO PEDAGÓGICO VOLTADO PARA
A FORMAÇÃO DE CONCEITOS
- É POR MEIO DA APROPRIAÇÃO DO
CONHECIMENTO
CIENTÍFICO QUE O ALUNO CONHECE A REALIDADE DA QUAL
ELE É PARTE.
- LEONTIEV (1978): QUANTO MAIOR É O PROGRESSO DA
HUMANIDADE, MAIS RICA É A PRÁTICA SÓCIO-HISTÓRICA
ACUMULADA POR ELA, MAIS CRESCE O PAPEL ESPECÍFICO DA
EDUCAÇÃO E MAIS COMPLEXA É A SUA TAREFA. TODA ETAPA
NOVA DE DESENVOLVIMENTO DA HUMANIDADE TRAZ EM SEU
BOJO UMA NOVA FORMA DE EDUCAÇÃO.
- OS SERES HUMANOS APROPRIAM-SE DA CULTURA PARA SE
DESENVOLVER
E
TAMBÉM
PARA QUE
OCORRA O
DESENVOLVIMENTO DA SOCIEDADE COMO UM TODO. SEM A
TRANSMISSÃO DOS CONHECIMENTOS PARA AS GERAÇÕES
SEGUINTES, É IMPOSSÍVEL A CONTINUIDADE DO PROCESSO
HISTÓRICO.
TRABALHO DOCENTE
O CONCEITO DE ZONA DE DESENVOLVIMENTO PRÓXIMO
TRANSFORMA A RELAÇÃO DE AUTORIDADE DO PROFESSOR
COM O ALUNO. ELE CONFERE AO PROFESSOR A FUNÇÃO
PRINCIPAL DE ENSINAR, DE DIRIGIR O PROCESSO EDUCATIVO,
COM A FINALIDADE DE POTENCIALIZAR AS POSSIBILIDADES DO
ALUNO, DE FORMA A CONVERTER EM DESENVOLVIMENTO
ATUAL AQUILO QUE ESTAVA NA ZONA DE DESENVOLVIMENTO
PRÓXIMO.
A TAREFA DO PROFESSOR DEVE CENTRAR-SE EM ENSINAR O
ALUNO A ESTABELECER UMA RELAÇÃO CONSCIENTE COM O
CONHECIMENTO CIENTÍFICO.
A TAREFA DO PROFESSOR É SISTEMATIZAR OS CONTEÚDOS
CIENTÍFICOS PARA QUE SEJAM APROPRIADOS PELOS ALUNOS.
A FORMA ATIVA COM QUE A CRIANÇA SE APROPRIA DO MUNDO
EXIGE QUE O PROF. ORGANIZE O CONTEÚDO PARA
PROPORCIONAR ESSE IR E VIR DO MUNDO EXTERNO AO INTERNO.
TRABALHO DO PROFESSOR
• CRIAR, EM NÍVEL INDIVIDUAL, NOVAS ESTRUTURAS MENTAIS
EVOLUTIVAS
• SAVIANI: PASSAR DO SENSO COMUM À CONSCIÊNCIA
FILOSÓFICA. CABE AO PROF. PARTIR DA PRÁTICA SOCIAL
BUSCANDO ALTERAR, QUALITAT. A PRÁTICA DE SEUS ALUNOS,
PARA QUE POSSAM SER AGENTES DE TRANSF. SOCIAL.
•A PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL, QUANDO
PREOCUPA-SE COM A FORMAÇÃO DOS
PROCESSOS PSICOLÓGICOS SUPERIORES, CONSIDERA
A APROPRIAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO,
DO SABER SISTEMATIZADO, POR PARTE DOS HOMENS,
SEU ALVO PRINCIPAL. O PROFESSOR, NESSE SENTIDO,
DEVE ESTRUTURAR A ATIVIDADE PEDAGÓGICA DE
TAL FORMA QUE ORIENTE O CONTEÚDO E OS RITMOS DE
DESENVOLVIMENTO DAS FPS.
A VALORIZAÇÃO DA ESCOLA E DO TRABALHO
PROFESSOR NA PERSPECTIVA VIGOTSKIANA
PSICOLOGIA RUSSA: VALORIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS, DO
PENSAMENTO ABSTRATO, TEÓRICO E NA DEFESA DA ESCOLA
PARA TRANSMITIR OS CONHECIMENTOS CIENTÍFICOS.
- A APROPRIAÇÃO DO CONCRETO PELO PENSAMENTO SE DÁ
PELA MEDIAÇÃO DAS ABSTRAÇÕES, PELA MEDIAÇÃO DOS
CONHECIMENTOS MAIS ELABORADOS.
- O ALUNO APROPRIA-SE DO CONHECIMENTO MAS O
TRANSFORMA. O SABER ESCOLAR PROVOCA MUDANÇAS NO
CONHECIMENTO COTIDIANO, O QUE POR SUA VEZ VAI ALTERAR O
CONHECIMENTO CIENTÍFICO.
O PROCESSO DE APROPRIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS
CIENTÍFICOS, REQUER TODA UMA SÉRIE DE FUNÇÕES, COMO: A
ATENÇÃO ARBITRÁRIA, A MEMÓRIA LÓGICA, A ABSTRAÇÃO, A
COMPARAÇÃO E A DISCRIMINAÇÃO
TRABALHO COLETIVO
MÃO DADAS
Carlos Drummond de Andrade
Não serei o poeta de mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros.
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças,
Entre eles, considero a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos.
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.
Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,
não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicidas,
não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.
O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes
a vida
APROPRIAÇÃO DO
CONHECIMENTO = LIBERDADE
O mundo é grande
Carlos Drumond de Andrade
O mundo é grande e cabe
nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe
na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe
no breve espaço de beijar.
APROPRIAÇÃO DO CONHECIMENTO
= LIBERDADE
Descargar

ppt - Unioeste