Vem
contactar
com
plantas
tropicais
em Lisboa
(12-07-2010 a 16-07-2010)
Coordenadora:
Maria Adélia Diniz
Autores:
Marco Pereira,
Jéssica Ramos &
Rita Machado
Herbário do Instituto de
Investigação Científica
Tropical
Introdução
Esta apresentação tem como
objectivo esquematizar uma
semana de estágio com a
Ciência Viva no Herbário
LISC, onde fizemos
colheita de espécimes e a
preparação destes para
entrarem no herbário.
Colheita de Espécimes
Local: Jardim do Palácio Burnay
Coordenadas geográficas: 38º42’3.3’’ N
09º11’7.5’’ W
Material: Tesoura de poda, GPS, Sacos de plástico,
Etiquetas de numeração, Máquina fotográfica.
Colheita de Espécimes
1. Pittosporum tobira (Tunb ex Murray) W.T.
Aiton
Família: Pittosporaceae
Nome Vulgar: Pitósporo da China ou incenso
Origem: Japão e China
Descrição: Arbusto com 4 a 5m e frutos
imaturos.
Colheita de Espécimes
2. Schotia latifolia Jacq.
Família: Leguminosa- Caesalpinioideae
Nome vulgar: Scótia
Origem: África Oriental
Descrição: Árvore com cerca de 6 a 7m, com
frutos maduros e flores rosadas. Folhas compostas
(vários folíolos) e na deiscência das flores, estas
tornam-se esbranquiçadas.
Colheita de Espécimes
3. Hibiscus rosa-sinensis L.
Família: Malvaceae
Nome vulgar: Rosa-da-China, Hibisco, Cardeal
Origem: China (Hortícola)
Descrição: Arbusto muito ramificado desde a
base, com cerca de 3 a 4m, e flores rosadas com a
parte central maculada de vermelho e possuí
epicálice.
Colheita de Espécimes
4. Chlorophytum sp.
Família: Anthericaceae
Descrição: Erva vivaz com folhas basilares com
flores brancas e frutos imaturos.
Colheita de Espécimes
5. Ginkgo biloba L.
Família: Ginkgoaceae
Nome vulgar: Ginco ou Gincgo
Origem: China e Norte do Japão
Descrição: Árvore com 15 a 20m com frutos
imaturos (dióica).
Colheita de Espécimes
6. Cinnamomum burmannii (Nees) Blume
Família: Lauraceae
Nome Vulgar: Falsa Caneleira
Origem: Ásia e Indonésia
Descrição: Árvore com cerca de 14m com odor a
canela.
Colheita de Espécimes
7. Agapanthus africanus (L.) Hoffmans
Família: Amaryllidaceae
Nome vulgar: Coroa de Henrique
Origem: África Tropical
Descrição: Erva vivaz, rizomatosa, com folhas
basilares e flores azuladas.
Colheita de Espécimes
8. Abelia grandiflora (André) Rehder
Família: Caprifoliaceae
Nome Vulgar: Abélia
Origem: Hortícola
Descrição: Arbusto multicale, formando uma
moita, com flores esbranquiçadas.
Colheita de Espécimes
9. Nerium oleander L.
Família: Apocynaceae
Nome vulgar: Loendro, Cevadilha ou Nerium
Origem: Região Mediterrânea e Sul de Portugal
Descrição: Arbusto multicale com cerca de 3m e
flores esbranquiçadas ou rosadas.
Colheita de Espécimes
10. Ligustrum lucidum Aiton f.
Família: Oleaceae
Nome vulgar: Ligustro ou Alfenheiro
Origem: China, Coreia e Japão
Descrição: Árvore com cerca de 12m e flores
amarelas.
Colheita de Espécimes
11. Lagunaria patersonii (Andr.) G. Don
Família: Malvaceae
Nome vulgar: Lagunária
Origem: Austrália
Descrição: Árvore com 12m, flores rosadas e
cápsulas com pêlos irritantes/urticantes.
Colheita de Espécimes
12. Plumbago auriculata Lam.
Família: Plumbaginaceae
Nome vulgar: Bela-Emília
Origem: África do Sul e Naturalizada na
Europa
Descrição: Arbusto (2m) divaricado com ramos
pendentes. Flores azuis com pêlos glandulares.
Colheita de Espécimes
13. Myoporum acuminatum R. Br.
Família: Myoporaceae
Nome vulgar: Mióporo
Origem: Austrália
Descrição: Arbusto com 3m com frutos imaturos
e maduros arroxeados.
Preparação e secagem do material
recolhido e mudança diária do papel
Estudo Taxonómico
Hibiscus rosa-sinensis L.
Montagem e Inclusão no Herbário
Referências Bibliográficas
- Dandy, J. E (1963). Clave das famílias e dos grupos superiores. In A.W. Exell, A.
Fernandes & H. Wild. (eds.) Flora Zambesiaca 2(1): 7-32 (tradução de E.J. Mendes),
London.
- Exell, A. W. (1961). Malvaceae. In A.W. Exell, A. Fernandes & H. Wild. (eds.) Flora
Zambesiaca 1(2):420-510, London.
- Fosberg, R.R. & Sachet, M-H. (1965). Manual for tropical herbaria. In Regnum
Vegetabile 39: 132p., Utrech, Netherlands.
- Gomes, E. T., Silva, O, Diniz, M.A. & Martins, E.S. (2000). Plantas medicinais da GuinéBissau. Manual prático. Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento/ Faculdade
de Farmácia da Universidade de Lisboa/ Instituto de Investigação Científica Tropical/
Acção para o Desenvolvimento (AD)/ Associação para a cooperação entre os
Povos, Bissau.74p.,
- Neves, J.B. & Rodrigues, J. E. M. (1957). Instruções para a colheita, preparação e
conservação de colecções vegetais. In Anuário da Sociedade Broteriana 23: 19-83,
Coimbra, Portugal.
- Vasconcelos, J. De C. (1965). Noções sobre morfologia, externa das plantas
superiores. 2ª ed., 191p. In Estudos e Informação Técnica 25, Lisboa, Portugal.
Descargar

Vem contactar com plantas tropicais em Lisboa